Como é feito o implante dentário?

Saiba como funciona a melhor alternativa para substituir os dentes perdidos.

O implante dentário, que pode ser unitário ou total, consiste em um pino de titânio colocado dentro do osso (abaixo da gengiva), que faz o papel da raiz do dente. Fixada nele, é colocada a prótese: um dente feito de porcelana ou resina acrílica, idêntico ao natural.

Este procedimento é desejado principalmente por dois grupos de pacientes: aqueles que tiveram a raiz de um ou mais dentes comprometida, e também por quem não deseja mais usar prótese móvel – as dentaduras exigem uma série de cuidados e nem sempre são confortáveis para mastigar, falar e sorrir.

O profissional responsável por realizar o tratamento é o dentista com especialidade em implantodontia. Ele irá analisar a anatomia, saúde bucal do paciente e qual o melhor procedimento a ser realizado, já que existem diferentes tipos de implantes. Lembre-se: cada caso é específico e merece atenção individualizada.

Mas para que se alcance o sucesso total de uma cirurgia de implante dentário, além de um bom planejamento, também são imprescindíveis cuidados pré e pós-operatórios. Confira a seguir:

 

Etapas do tratamento de implante dentário

 

  • Antes: realização de exames

 

Antes do procedimento, são necessários alguns exames locais. Uma tomografia, por exemplo, é essencial para indicar se o paciente possui osso forte e suficiente para fixar o implante dentário. Nos casos em que o implantodontista verificar que o osso da mandíbula é muito fino ou mole, deve-se realizar um enxerto ósseo, geralmente com material sintético, para reconstituir a área que perdeu espessura ou altura.

Além disso, exames de sangue também são importantes para detectar se o paciente está com a saúde em dia para uma intervenção cirúrgica.

 

 

  • Durante: procedimento cirúrgico

 

Chegou a hora do procedimento! Como o implante faz o papel de raiz do dente, é preciso retirar todos os vestígios do dente natural que ainda existirem. Depois, o implante é instalado: o dentista faz um pequeno corte na gengiva, onde o osso será perfurado para colocação do pino e, posteriormente, da prótese. A anestesia é local e por isso não há dor!

Muitas vezes, pode-se fazer tudo no mesmo momento: a extração do que ainda restar e a instalação do implante dentário com a prótese. No entanto, o implantodontista pode julgar que é necessária uma boa cicatrização, e então o paciente precisará aguardar alguns meses entre os procedimentos.

 

 

  • Depois: cuidados no pós-operatório

 

Após a cirurgia, os cuidados facilitam a cicatrização. Tenha em mente que o procedimento é seguro, assim como devem ser os cuidados posteriores em casa.

Cabe ao paciente seguir à risca todas as recomendações do implantodontista sobre alimentação (evitar alimentos duros, crocantes, ácidos e quentes), higiene (importantíssima para evitar bactérias e contaminações), tomar corretamente eventuais medicamentos e cuidar a movimentação da região operada.

 

Um sorriso saudável eleva a autoestima. Por isso, implante dentário é qualidade de vida e significa o fim das preocupações ou constrangimentos. Conte com a Odonto Med! Que tal agendar uma avaliação agora mesmo?